Biovert realiza plantios em escolas municipais do Rio

O Projeto Oxigenando Escolas tem o objetivo de arborizar as escolas com espécies da Mata Atlântica, servindo como parte de um programa de educação ambiental, aumentado as áreas verdes, reduzindo os impactos ambientais causados pelo aquecimento global e trazendo mais qualidade de vida para os visitantes e estudantes.

Educação ambiental (também) se aprende na escola. Por iniciativa do Núcleo de Educação Ambiental da 10ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), da Secretaria de Educação do Rio de Janeiro, em conjunto com a SMAC, na figura do engenheiro grônomo Júlio Cesar Lacerda, nasceu o projeto “Oxigenando as Escolas”. Inicialmente, o trabalho consistiu em realizar o plantio de espécies arbóreas dentro Cidade das Crianças Leonel Brizola, em Santa Cruz. O sucesso da iniciativa fez com que ela fosse estendida a Escolas Municipais localizadas em Santa Cruz, Sepetiba e Pedra de Guaratiba, região sob gestão da 10ª CRE. A Biovert está realizando os plantios e conta para você essa história.

O trabalho, que foi dividido em etapas, já teve conclusão de sua primeira fase – 0 plantio na Cidade das Crianças Leonel Brizola – e contará ainda com a segunda fase, com plantios em unidades educacionais da região: Escola Municipal Ricardo Brentani / CCLB; Escola Municipal Roberto Civita; Escola Municipal Professora Eulália Rodrigues de Oliveira Vieira; Escola Municipal Emiliano Galdino; Creche Municipal Inspetor Heraldo; Espaço de Desenvolvimento Infantil Geografo Aziz Ab’Saber; Escola Municipal Ricardo Brentani, que consistiu no plantio de mudas de espécies como como pau-brasil, ipês, jacarandá-bahia, angico amarelo, sibipiruna, dedaleiro e outras espécies

A fase seguinte, ainda em curso, levará mudas à Escola Municipal Álvaro Valle; Espaço de Desenvolvimento Infantil Sargento Izo Gomes Patrício; Espaço de Desenvolvimento Infantil Professor Rubem Gonçalves; Espaço de Desenvolvimento Infantil Antonio Alfredo Mercadante e Espaço de Desenvolvimento Infantil Profª Rosele Nicolau Jorge Coutinho, nas localidades de Santa Cruz e Paciência.

Os trabalhos desenvolvidos pela Biovert incluem as atividades de abertura de berços de plantio, adubação, fornecimento e plantio das mudas, irrigação, manutenção (coroamento, poda de formação e fitossanitária das copas, tutorameto e amarrio) pelo período de 1 ano e retirada de mudas mortas (quando houver) com replantio.

As mudas utilizadas nesse projeto são oriundas de Medidas Compensatórias. A Biovert terá plantado, ao término desse trabalho, mais de 500 mudas nativas em escolas da rede pública de ensino. Desejamos que os estudantes possam aproveitar o bem-estar promovido pelas árvores e aprender sobre a natureza vivenciando-a em seus ambientes educacionais.

Related Post