rsz_semente

Seleção de sementes é um trabalho essencial para a produção florestal

Bióloga Ursula Taveira é responsável pela seleção das matrizes em nossa fazenda.

No caminho entre a produção e o plantio, as mudas de árvores que utilizamos em nossos projetos envolvem dezenas de profissionais, muita técnica e uma boa dose de suor. Nesta postagem vamos explicar como funcionam os primeiros passos para a criação das mudas: a marcação de matrizes e a coleta de sementes.

Marcação de matrizes

O passo inicial para produção de uma nova árvore consiste na identificação das matrizes. As árvores selecionadas são responsáveis por gerar as sementes de melhor qualidade. Para escolher uma matriz, a bióloga Ursula Taveira leva em conta alguns fatores, entre eles a localização, a qualidade e o potencial de produção de sementes da árvore.

Cada matriz é identificada, georreferenciada e algumas recebem uma placa de identificação. As informações sobre todas as espécies são catalogadas em um único banco de dados, que é monitorado pela especialista. Ela acompanha a época de produção de frutos – período no qual as sementes devem ser coletadas – além de diversas outras informações sobre a planta.

O ideal é que uma mesma espécie de árvore possua mais de uma matriz identificada, pois a coleta de diversas matrizes é um procedimento necessário para aumentar a diversidade genética, fator primordial para a existência de indivíduos vegetais cada vez mais resistentes.

Coleta de sementes

Equipe utiliza equipamentos de proteção individual para realizar a coleta de sementes

Este trabalho é feito pelos coletores, profissionais especializados que circulam pelas áreas de coleta de semente – fazendas da empresa, algumas propriedades privadas e diversos municípios. Eles buscam as matrizes anteriormente selecionadas e catalogadas, além de novas matrizes em frutificação ou com potencial futuro de coleta. “Esse momento do processo é muito importante, pois a aquisição de sementes é o principal gargalo do setor de produção de mudas”, explica Ursula.

O trabalho de coleta requer técnica, segurança e muita resistência física. A equipe é treinada e deve utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como camisa de manga comprida, calça, bota, luva e cinto de segurança.

Dependendo da dificuldade para acessar determinada árvore – espinhos, galhos pouco resistentes, localização arriscada – a coleta é feita através do que chamamos de “podão”. Essa técnica consiste em utilizar um cabo de metal com uma tesoura de poda na ponta para sacudir os galhos, fazendo com que os frutos caiam sobre a lona de coleta ou, em alguns casos, podam-se  pedaços do galho frutificado. Todo esse trabalho é feito com a supervisão da bióloga.

Georreferenciamento das matrizes

Os coletores transportam os frutos, ainda em estado bruto, que são entregues para a equipe de beneficiamento, um processo minucioso que requer concentração. Nessa etapa, os frutos passam por algumas técnicas para que sejam obtidas as sementes, entre elas a limpeza, catação, trituração, despolpa e lavagem.

Alguns frutos precisam ser abertos manualmente, pois se desenvolvem dentro de cabaças ou fechados em cascas. Depois de beneficiadas e selecionadas, algumas sementes necessitam passar por algum tipo de tratamento para quebrar a dormência da semente e com isso possibilitar sua germinação.

Plantio nas Sementeiras

Depois de tratadas, as sementes enfim podem ser destinadas à etapa seguinte, o plantio na sementeira (canteiro de germinação). Para algumas espécies essa etapa pode ser pulada e o plantio segue diretamente para saquinhos – aqueles clássicos saquinhos de mudas – mas isso depende da capacidade de germinação de cada espécie.

Depois dessa fase, as plântulas (mudas) recém-brotadas ainda têm um longo caminho até o plantio definitivo, mas isso é assunto para outra postagem.  Até lá!

A Biovert tem capacidade de produção de 3 milhões de mudas por ano em duas safras de 1,5 milhão cada. A diversidade é de aproximadamente 360 espécies, sendo cerca de 80% desse volume pertencente ao bioma Mata Atlântica. Na produção também atendemos ao bioma Cerrado e fornecemos espécies arbóreas para projetos de paisagismo. Se você precisa adquirir mudas para grandes projetos, fale com a Biovert.

Related Post