Mutirão de plantio em duna de Ipanema, após destruição da vegetação no Carnaval

A vegetação de restinga das dunas de Ipanema foi um projeto implantado pela Biovert e figura entre os trabalhos ambientais mais admirados pelos cariocas. O Carnaval 2018 deixou boas lembranças para muitos foliões, mas o efeito da folia foi sentido negativamente por um dos trechos de vegetação da praia. Fotos do local mostraram a completa destruição da vegetação em local próximo à Casa de Cultura Laura Alvim após a passagem de blocos.

Colaborador da Biovert assistindo estudantes de uma escola municipal a realizarem o plantio de mudas de restinga em mutirão de plantio, na praia de Ipanema.
Colaborador da Biovert assiste estudantes de uma escola municipal a realizarem o plantio de mudas de restinga, em mutirão de plantio na praia de Ipanema.

Após a intensa repercussão em redes sociais,  responsáveis pelo projeto se reuniram com órgãos públicos responsáveis e conseguiram lançar um mutirão de plantio, convocando a população.

Na manhã desta terça-feira, dia 27, nossa equipe esteve presente auxiliando voluntários, dentre eles dezenas de crianças, a plantarem mudas de 5 espécies de restinga na área a ser recuperada: 450 perpétuas (Alternanthera littoralis); 34 Hydrocotile bonoriensis; 35 Sophora (Sophora tomentosa); 35 Guriri (Alagoptera arenaria) e 35 Cactos (Opuntia monacantha).

História do projeto – O projeto de implantação da vegetação de restinga nas dunas de Ipanema e Leblon foi realizado há 9 anos pela Biovert, contratada por empresas privadas, que desde então financiam com recursos próprios o projeto. O trabalho inclui cuidados regulares para manutenção dos trechos contemplados pela iniciativa.

 

Related Post