Sua majestade, o Jequitibá

O Jequitibá impressiona pela altura. Quantos anos ele tem? (Foto: Wikipedia)

Hoje vamos falar sobre o Jequitibá, uma árvore nativa do Brasil de porte e beleza impressionantes. Ela é uma das maiores árvores do país e pode atingir 50 metros, mesma altura de um prédio de 17 andares!  Sua folhagem possui tom avermelhado na primavera e flores claras ou vermelhas. Em língua tupi, seu nome significa “gigante da floresta”. O Jequitibá é uma espécie clímax, o último estágio alcançado em comunidades ecológicas. As espécies-clímax são como as rainhas da floresta e normalmente possuem o maior porte. Segundo estudos, cerca de 20 mil seres vivos vivem e dependem dela, entre musgos, orquídeas, bromélias, mamíferos, pássaros e insetos.

Homem ao lado de um Jequitibá nos dá a dimensão do porte da árvore. (Foto: Wikipedia)

Na sucessão ecológica, primeiramente têm-se ambientes desprovidos de vegetação, seguidos por populações pioneiras, posteriormente as intermediárias até que se desenvolvam as clímax. Isso significa que um jequitibá na natureza se desenvolve naturalmente apenas em florestas maduras e que seu surgimento é uma vitória do ciclo vegetal onde ele se integra. Como espécie clímax, a produção de sementes dessa árvore é mais restrita e ela se dissemina com muito mais complexidade, o que torna menos comum encontrarmos exemplares na natureza.

Patriarca, O Jequitibá-rosa  (Cariniana legalis)
Segundo a Wikipedia, o maior jequitibá do país está localizado em Santa Rita do Passa Quatro, em São Paulo, no Parque Estadual Vassununga, e carinhosamente apelidado de Patriarca. Esse nome não foi dado à toa: alguns pesquisadores afirmam que sua idade pode passar de 500 anos ou atingir 3.000 anos. Isso significa que o Patriarca poderia ter assistido ao início da era Cristã. Incrível, não? Sua copa atinge 40 metros – a altura de um prédio de 13 andares – com diâmetro de 3,6 metros e circunferência medindo 11,3 metros. São necessários cerca de dez homens de mãos dadas para conseguir abraçar o tronco inteiro.

O Jequitibá é uma árvore tão impressionante que já foi responsável por um concurso nacional. Em 2013, O Instituto Cabrucas, da Bahia, promoveu um concurso para eleger o maior Jequitibá do Brasil e acredita-se que o Patriarca tenha perdido o título. Na ocasião, foram inscritos 94 indivíduos de 33 municípios, inclusive o jequitibá-rosa do Parque Estadual Vassununga. Segundo o Instituto Cabrucas, a árvore vencedora é realmente um Jequitibá-rosa, mas com 48 metros de altura e que está localizado na Bahia, no município de Camacan, sul do estado, dentro de uma propriedade particular.

Biovert e Jequitibás

Jequitibá (foto: Modos de Olhar)

A Biovert produz mudas de Jequitibá em sua fazenda em Silva Jardim, no Rio de Janeiro. Em 2014, plantamos 48 exemplares de Jequitibá (Cariniana sp.), sete jequitibás-rosa (Cariniana legalis) e 23 Jequitibás-brancos (Cariniana estrellensis) em projetos de medida compensatória (compensação ambiental pela remoção de outras árvores). Vale lembrar que, por se tratar de uma espécie de porte muito grande, ela deve ser utilizada em projetos de reflorestamento e nunca em plantios em passeios (calçadas), por exemplo. É certo que não conseguiremos ver os jequitibás que plantamos se tornarem árvores adultas, mas temos certeza de que as próximas gerações apreciarão sua beleza.

(Fontes: Instituto Cabruca e Wikipedia)

Related Post