arvores nativas

Árvores nativas: 5 maneiras de contribuir para a não degradação

Árvores nativas são importantes para o equilíbrio da biodiversidade local. Confira dicas de como preservá-las mesmo sem realizar plantios.

1) Não remova, vandalize ou danifique as mudas plantadas em áreas públicas

Foto: G1
Árvore depredada. (Foto: acervo Biovert)

Árvores nativas são utilizadas na arborização pública na cidade do Rio de Janeiro de acordo com estudos realizados pela Fundação Parques e Jardins. O órgão é que determinam as espécies mais recomendadas e os locais onde devem ser plantadas. As árvores que são utilizadas nesses tipos de plantio são ainda frágeis e requerem cuidados. Infelizmente, é muito comum que sofram depredações e que sejam furtadas. Não temos dados oficiais sobre esse índice, mas pela experiência de nossa equipe em projetos dessa natureza, em torno de 10 a 15% das árvores que são plantadas em praças e canteiros centrais são danificadas. Em vias públicas, a depredação é muito maior e chega a atingir 60% em determinadas áreas da cidade.

2) Não plante árvores em calçadas

Pode parecer não fazer sentido, já que poderíamos contribuir plantando árvores que nos trarão mais bem-estar próximas às nossas residências. Porém, realizar o plantio em áreas públicas é uma atribuição da Fundação Parques e Jardins. Existe uma razão para que esse trabalho seja técnico e fiscalizado, dentre elas, destacamos as seguintes: a escolha da espécie deve ser adequada ao espaço e à altura que ela irá ocupar quando crescer. Isso significa que as árvores não podem ter raízes muito profundas, de maneira que danifiquem calçamentos e tubulações de água, por exemplo. Outro ponto de atenção é não podem ter galhos muito frágeis e se romper com ventos, podendo machucar quem passa na rua. O porte da árvore não deve prejudicar a fiação elétrica e demais fiações causando transtornos. Por fim, as espécies escolhidas devem ser benéficas para a fauna nativa. Deixe esse procedimento para o órgão público responsável.

3) Não alimente os micos

Mico (callithrix). Foto: Wikipedia
Mico (callithrix). (Foto: Wikipedia)

Apesar de serem lindos e cativantes, os micos (Callithrix) não são animais nativos da Mata Atlântica e podem ser danosos aos pássaros nativos, pois se alimentam de seus ovos. Os pássaros têm função muito importante na dispersão de sementes de árvores nativas, pois eles consomem seus frutos e se deslocam, depositando essas sementes em diversas áreas próximas. Ao se tornarem menos abundantes, a propagação de sementes dessas espécies é prejudicada. Alimentando os micos, propiciamos seu desenvolvimento mais acelerado. Não estamos fazendo apologia à violência contra esses animais (isto é crime!!!). O que estamos fazendo é informar que alimentá-los não é adequado, além de poder causar problemas de saúde a esses animais. Deixe que eles cuidem desse processo de maneira natural. Além disso, o contato próximo com eles pode causar transmissão de doenças.

4) Se quiser plantar árvores em seu terreno, escolha espécies nativas e adquira-as em viveiros licenciados

Ao decidir plantar árvores em seu terreno, você estará contribuindo para melhoria da sensação térmica, bem-estar e para a atração de pássaros e outros animais que se alimentem daqueles frutos. Por isso, procure escolher espécies nativas da Mata Atlântica. As espécies exóticas (não naturais do bioma Mata Atlântica) podem causar alguns desequilíbros e existe uma recomendação de órgão ambientais para que elas não sejam utilizadas. Ao adquirir as mudas de espécies nativas, procure saber se elas são proveniente de viveiros licenciados, garantia de que foram produzidas de maneira correta e sustentável. No site do Ministério da Agricultura Pecuária e Desenvolvimento (MAPA) você pode ter acesso à lista dos viveiros que produzem mudas e têm Renasem (Registro Nacional de Mudas e Sementes).

5) Não altere o calçamento em torno das golas das árvores

Árvore cimentada. (foto: Época - Blog do Planeta)
Árvore cimentada. (foto: Época – Blog do Planeta)

A gola das árvores (aquela área com terra existe entre o calçamento e o tronco da árvore) é muito importante para que a planta receba a irrigação adequada pela água das chuvas e para que cresça de maneira correta. Ao cimentar esse espaço, a árvore pode ser prejudicada a ponto de morrer. Além disso, caso sobreviva, essa árvore poderá quebrar a área cimentada em função do seu crescimento. Quando realizamos plantios em calçadas, obedecemos o espaço adequado para o desenvolvimento da planta. Não é recomendado mexer nessa estrutura.

Related Post